Chuva mata 30 e deixa 100 desaparecidos nas Filipinas

Pelo menos 30 pessoas morreram e mais de 100 estão desaparecidas devido a deslizamentos de terra e inundações causados por intensas chuvas nas regiões central e sul das Filipinas, informaram autoridades locais neste sábado. Os telefones da Defesa Civil não paravam de receber pedidos de socorro. ?Emergência! Há muitos mortos aqui... por favor, peçam ao governador que nos envie ajuda?, dizia uma das mensagens. A governadora da província de Leyte do Sul, Rosette Lerias, confirmou a morte de 13 pessoas apenas no povoado de San Francisco. Oitenta e três pessoas estavam desaparecidas 12 horas depois de um deslizamento ocorrido ontem à noite. Segundo a governadora, 250 pessoas foram resgatadas com vida. Em Liloan, duas pessoas morreram e 17 ficaram feridas devido a um deslizamento. Outras três pessoas morreram em conseqüência das inundações, prosseguiu Lerias. Na ilha de Mindanao, nove pessoas, inclusive dois bebês, morreram em diversos deslizamentos na cidade de Surigao. Outras três pessoas morreram afogadas na província de Agusán do Sul. As chuvas começaram na última segunda-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.