Sakchai Lalit / AP
Sakchai Lalit / AP

Chuva na Tailândia atrapalha resgate de crianças presas em caverna alagada

Doze crianças e seu técnico de futebol estão presos em uma gruta desde o dia 23 de junho

Reuters

07 Julho 2018 | 18h13

CHIANG RAI- Uma forte chuva atingiu o norte da Tailândia neste sábado, 7, piorando as condições na caverna onde as equipes de resgate travam uma “guerra contra água e tempo” para salvar 12 garotos e seu técnico de futebol. Eles estão presos em uma gruta desde o dia 23 de junho, em razão da inundação das galerias subterrâneas.

+ Operação vê chances de resgate em caverna na Tailândia, em luta contra água e tempo

A chuva atrapalha o progresso feito na última semana para drenar o complexo de cavernas de Tham Luang, na província de Chiang Rai, no norte do país.

+++ Elon Musk envia engenheiros de suas empresas para ajudar no resgate de grupo preso em caverna

+++ Falta de oxigênio em caverna na Tailândia preocupa autoridades e equipes de resgate

Com os níveis de oxigênio caindo e previsões de chuvas, o tempo está se esgotando em um plano para ensinar os meninos, alguns com 11 anos e sem saber nadar, a fazer um mergulho através de corredores estreitos e inundados que desafiam mergulhadores experientes.

A melhor janela para um resgate pode ocorrer nos próximos três ou quatro dias, disse o líder do esforço de resgate neste sábado.

A mensagem cautelosa de Narongsak Osottanakorn veio um dia após a morte de um mergulhador de resgate tailandês, em um drama que começou há duas semanas como uma excursão para celebrar o aniversário de um dos meninos.

No morro, onde equipes de resgate estão buscando rotas alternativas para a caverna, outro acidente ocorreu na noite de sábado, no horário local: um veículo derrapou em uma pista de terra, ferindo gravemente o motorista e um passageiro e machucando outros quatro voluntários, disseram as autoridades.

Anteriormente, na entrada da caverna abaixo, linhas de mergulhadores e soldados com lanternas podiam ser vistas emergindo da escuridão, com geradores bombeando a água por tubos.

Dezenas de soldados do Exército Real da Tailândia descansavam em rochas do lado de fora da caverna. Dois deles disseram que os superiores haviam dito que a operação de resgate provavelmente começaria no domingo ou no dia seguinte.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.