Chuvas causam pelo menos 46 mortes em Mianmar

Na fronteira com Bangladesh, chuva chegou a 330 milímetros de água por metro quadrado

Efe,

17 de junho de 2010 | 04h10

Foto: Associated Press

 

BANGCOC - Pelo menos 46 pessoas morreram e milhares perderam suas casas pelas inundações e deslizamentos de terra que castigam há quase uma semana o oeste de Mianmar, informa nesta quinta-feira, 17, a imprensa oficial.

A região mais afetada pelas chuvas torrenciais é o estado de Rakhine, na fronteira com Bangladesh, onde na noite de quarta-feira, 16, a chuva chegou 330 milímetros de água por metro quadrado em algumas horas, segundo o diário governamental New Light of Mianmar.

Em algumas zonas, como as localidades de Bauthidaung e Maungdaw, os aguaceiros provocaram deslizamentos, derrubaram pontes e deixaram intransitáveis as estradas devido ao acúmulo de água, que chega a um metro de altura em alguns locais.

Os residentes da região estão refugiados em colégios, mosteiros e outros edifícios públicos que também estão inundados. Na vizinha Bangladesh, as inundações mataram 55 pessoas, a maioria de etnia rohingya, birmaneses muçulmanos que fugiram da repressão da Junta Militar.

Tempestades como esta são frequentes em Mianmar, que em maio de 2008 padeceu o maior desastre natural de sua história quando cerca de 138 mil pessoas morreram pela passagem do ciclone Nargis pelo delta do rio Irrawaddy.

Tudo o que sabemos sobre:
chuva, Mianmar, mortes, forte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.