EFE/NYUNT WIN
EFE/NYUNT WIN

Chuvas de monção deixam ao menos 180 mortos no sul da Ásia

Autoridades de saúde emitiram alertas para o risco de epidemias e fizeram um apelo por ajuda internacional

AFP, O Estado de S.Paulo

16 de julho de 2019 | 07h28

NOVA DÉLHI - Ao menos 180 pessoas morreram no sul da Ásia nas inundações e deslizamentos de terra provocados pelas chuvas de monção, de acordo com um balanço atualizado. As autoridades de saúde emitiram alertas para o risco de epidemias e fizeram um apelo por ajuda internacional.

Na Índia, as chuvas provocaram pelo menos 50 mortes, sobretudo nos estados de Bihar e Asam, nas regiões norte e nordeste do país. As autoridades de Asam decretaram alerta vermelho pelas inundações, que deixaram 83.000 desabrigados. Em Bihar, as inundações afetaram 2,5 milhões de habitantes e deixaram 24 mortos.

Ao menos cinco crianças morreram afogadas em Bangladesh, o que elevou a 34 o número de vítimas fatais no País. Outras 10 pessoas morreram nos grandes campos de refugiados rohingyas do sudeste de Bangladesh. No Nepal, as inundações deixaram pelo menos 67 mortos. O nível da água começou a baixar, mas as equipes de emergência ainda retiram famílias bloqueadas dos telhados de suas casas.

No domingo, o desabamento de um edifício matou 14 pessoas, 13 delas soldados, em Himachal Pradesh.

No setor paquistanês da Caxemira morreram 23 pessoas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.