Chuvas de monção fazem mais de mil mortos na Índia

Mais de mil de pessoas morreram e centenas de milhares foram removidas de seus lares na Índia, devido às inundações provocadas pelas fortes chuvas de monção, informou nesta quarta-feira a agência de notícias Ians. O distrito mais afetado é o de Surat, no Estado de Gujarat, no oeste do país. Mais de 150 mil habitantes tiveram de ser deslocados. As inundações atingiram também os Estados de MadhyaPradesh, no sul, e de Maharashtra, no litoral oeste. A situação em Surat deve piorar devido à maré alta no Golfo de Khambat, informaram fontes dos serviços meteorológicos. Mais de 80% da superfície do distrito estão cobertos de água devido à enchente do Rio Tapti, informou uma fonte da polícia local. A fonte acrescentou que cerca de 350.000 pessoasforam desabrigadas pelas inundações só nesta região. Mais de 100 pessoas morreram só em Surat. Outras 100 estão desaparecidas no Estado de Chattisgarh e 94 morreram em AndhraPradesh. Calcula-se que cerca de mil pessoas morreram no país desde que começou a temporada da monção, em junho. Na última semana, dezenas de cidades e povoados foram alagados, após vários dias de intensas chuvas. Várias colunas do Exército foram enviadas para colaborar nos trabalhos de resgate em diversas partes do país. Grandes áreas cultivadas foram também alagadas, causando a perda de colheitas. Milhares de cabeças de gado e animais domésticos morreram nas inundações. As chuvas da monção, entre os meses de julho e setembro, provocam a cada ano graves inundações na Índia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.