Chuvas deixam 17 mortos e desabrigam milhares de pessoas no Equador

Pelo menos 17 pessoas morreram e mais de 28 mil famílias ficaram desabrigadas devido às fortes chuvas que caíram nas últimas seis semanas no litoral do Equador, informou o diretor da Defesa Civil José Grijalva. Após queixar-se da inoperância do governo diante da tragédia, Grijalva disse que as inundações e deslizamentos de terras atingiram todas as províncias costeiras: Esmeraldas, Manabí, Guayas, El Oro e Los Ríos. O diretor da Defesa Civil apresentou ao Congresso um relatório da situação no litoral equatoriano e acrescentou que entre os mortos se encontram cinco crianças. Segundo Grijalva, chega a 28.734 o total de famílias desabrigadas. O diretor da Defesa Civil destacou o apoio do Brasil, que doou 14 toneladas de alimentos; da Agência Suíça de Cooperação, que destinou US$ 12 mil para atendimentos de emergência; e da Venezuela, que enviou 40 toneladas de mantimentos e equipamentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.