Chuvas deixam pelo menos 17 mortos na Tailândia

29 províncias sofrem com os estragos e prejuízos que somam US$ 335 milhões

Efe

22 de outubro de 2010 | 05h33

BANGCOC - Pelo menos 17 pessoas morreram em decorrência das enchentes na Tailândia, enquanto 211.946 lares e 400 mil hectares de terras foram danificados pelas fortes chuvas que caíram no país, informaram nesta sexta-feira, 22, fontes oficiais.

As chuvas que caíram durante esta semana causaram estragos em 29 províncias e prejuízos no valor de 10 bilhões de bat (US$ 335 milhões), segundo o Departamento para a Prevenção e Mitigação de Desastres Naturais.

O principal problema das equipes de emergência é chegar aos desabrigados, que esperam em barcas e sobre os telhados de suas casas a chegada das lanchas com alimentos.

As áreas mais afetadas ficam no centro e no nordeste do país, especialmente a província de Nakorn Ratchasima. Segundo as equipes de emergência, as águas que alagaram a capital de Nakorn Ratchasima se devem em parte ao excesso de construções, incluindo um complexo esportivo erguido sobre uma antiga reserva de água.

Na semana que vem, Bangcoc também pode enfrentar inundações por causa da liberação de água das represas na bacia alta do rio Chao Phraya, que também dependerá da intensidade das chuvas e do nível do mar no golfo.

Centenas de pessoas morrem todos os anos no Sudeste Asiático nas enchentes e deslizamentos de terra que ocorrem durante a época das monções, também conhecida como estação chuvosa, que vai de maio a outubro.

Tudo o que sabemos sobre:
Tailândia, chuvas, mortos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.