Chuvas dificultam resgate de sobreviventes nas Filipinas

As operações de resgate na localidade de São Bernardo, na ilha de Leyte, nas Filipinas, que foi sepultada na sexta-feira por um deslizamento de terra, foram reiniciadas logo cedo neste sábado, segundo um porta-voz do escritório do governador local.O Ministério da Defesa filipino informou que três helicópteros da Marinha estão na área para auxiliar nas tarefas de socorro. Uma embarcação será utilizado como hospital ambulante.O encarregado de negócios da embaixada dos Estados Unidos em Manila, Paul Jones, disse que dois navios americanos devem chegar domingo a São Bernardo com 17 helicópteros, mil soldados, cobertores e capacidade para produzir toda a quantidade de água potável necessária.Por enquanto, foram descobertos 33 corpos e há 83 sobreviventes, embora mais ou menos 3.000 pessoas vivessem em São Bernardo. As autoridades temem que centenas de pessoas tenham morrido. Os filipinos evacuados passaram a noite em abrigos temporários na região.A estrada de acesso a São Bernardo é de terra e permite a passagem de veículos leves, mas não os de maquinaria pesada que contribuiriam para acelerar as tarefas de socorro e remoção de escombros. Toda a imprensa filipina destaca a tragédia hoje.As autoridades atribuíram a catástrofe às chuvas na região durante as duas últimas semanas, originadas pelo fenômeno climatológico da El Niña.Os grupos ecológicos voltaram a responsabilizar em parte pela tragédia a administração local, pela falta de ação contra a poda ilegal e o desflorestamento.Socorro estrangeiroUma equipe militar de médicos e engenheiros dos EUA chega neste sábado a São Bernardo, para ajudar no resgate de vítimas. O grupo parte da antiga base aérea americana de Clark, acerca de 100 quilômetros ao norte de Manila, em um avião de carga KC-130.Já a Agência de Ajuda Exterior da Austrália (AusAID), anunciou a doação de um milhão de dólares australianos (US$ 736.979) para as operações de salvamento em São Bernardo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.