AFP
AFP

Chuvas fortes provocam inundações na Índia e levam peixes a corredores de hospital alagado

Pacientes se encolhiam em suas camas conforme nível da água subia; diretor da instituição diz que alagamento aconteceu após a obstrução de um equipamento de drenagem

O Estado de S.Paulo

31 Julho 2018 | 06h36

NOVA DÉLHI - As chuvas de monção, que deixaram 545 mortos na Índia desde maio, inundaram um hospital do Estado de Bihar, nordeste do país, onde foram encontrados peixes nadando pelos corredores.

Enquanto a água suja invadia o CTI do hospital universitário Nalanda de Patna, os pacientes se encolhiam em suas camas. O parente de um dos internados conseguiu capturar um peixe.

"Uma parte do térreo foi inundada ontem (domingo) após a obstrução de um equipamento de drenagem pelas fortes chuvas", afirmou o diretor do hospital, Sitaram Prasad.

Destruição e mortes

O caso ressalta os problemas que as chuvas de monção provocam no país, com mortes e destruições a cada ano. De junho a setembro, milhares de prédios e residências são inundados.

Desde maio, 545 pessoas morreram em consequência das chuvas, que afetaram direta ou indiretamente mais de um milhão de habitantes. No Estado de Uttar Pradesh, ao oeste de Bihar, os desabamentos de casas e muros provocaram quase 80 mortes desde a semana passada.

Os outros Estados próximos também estavam em alerta e as autoridades retiraram 3 mil habitantes das zonas próximas ao rio Yamuna, afluente do Ganges, que superou o nível de alerta em Nova Délhi.

No Estado de Haryana, muitos rios também estavam em seus níveis de alerta, segundo as autoridades. Mais de 200 mil pessoas estão em acampamentos de emergência em Assam. Mumbai, a capital do Estado de Maharastra, registra problemas nos transportes, provocados pelas inundações. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.