Chuvas já causaram 115 mortes na China

Pelo menos 241 cidades e condados e 78 mil casas foram afetas pelas fortes precipitações

Efe

25 Maio 2010 | 03h00

PEQUIM - Os fortes temporais que castigam o sul da China há semanas já causaram 115 mortes e 21  desaparecimentos, anunciou o Ministério de Assuntos Civis em declarações publicadas nesta terça-feira, 25, pela agência de notícias Xinhua.

 

As fortes chuvas provocaram inundações, deslizamentos de terra e rochas, cheias de rios e rompimentos de diques, assim como danos em infraestruturas de estradas, pontes e instalações de energia e telecomunicações.

 

Segundo o Ministério, pelo menos 685 mil pessoas em 241 cidades e condados de doze províncias do sul foram evacuadas. Além disso, as tempestades provocaram a destruição de 78 mil casas e 122 mil hectares de cultivo, com perdas diretas de US$ 2,23 bilhões.

 

O governo destinou um fundo de ajuda de US$ 25 bilhões às províncias de Jiangxi, Hunan e Cantão, as mais afetadas, principalmente para realizar a evacuação dos locais e a reconstrução das casas danificadas.

 

O país asiático, especialmente sua metade sul, sofre a cada ano numerosos desastres naturais, como inundações e tufões, durante sua temporada de chuvas, que costuma começar em maio e terminar em setembro ou outubro, com centenas de mortes a cada ano.

Mais conteúdo sobre:
China Inundações

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.