Chuvas já mataram 42 no sul da China; 36 estão desaparecidos

Centro Nacional de Meteorologia espera que chuvas continuem no país

Efe,

16 de junho de 2010 | 23h30

Mulher chora perda de parente em Nanping, no sul da China

 

PEQUIM- As tempestades que castigam nos últimos dias o sul da China já deixaram 42 mortos e 36 desaparecidos, como informou a agência oficial de notícias Xinhua.

 

Mais de um milhão de pessoas foram de alguma forma prejudicadas pelas inundações na região autônoma de Guangxi e nas províncias de Sichuan, Cantão, Jiangxi e Fujian, de acordo com o Escritório Estatal para o Controle de Inundações e Alívio de Secas (SFDH).

 

Apesar de seis equipes de salvamento terem sido enviadas para ajudar nos trabalhos de resgate, a situação ainda é complicada em muitos pontos.

 

Na cidade de Nanping, na província de Fujian, seis corpos foram resgatados e 18 pessoas dadas por desaparecidas nesta quarta-feira, 16, depois que inundações e deslizamentos de terra atingiram um ônibus e um caminhão.

 

Já na província de Sichuan 23 pessoas morreram na terça-feira por deslizamentos em uma região montanhosa do distrito de Kangding.

 

O Centro Nacional de Meteorologia da China (NMC) pediu às autoridades locais que se preparem para possíveis desastres geológicos e anunciou que espera a continuação das chuvas no sul do país.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.