Chuvas matam 168 na Índia e no Paquistão

Chuvas torrenciais causaram um deslizamento de terra que arrasou dezenas de casas no noroeste do Paquistão, matando pelo menos 62 pessoas e ferindo dezenas na região, informou a polícia local. Há também dezenas de desaparecidos. O número de mortos gerado por um deslizamento numa área montanhosa remota no noroeste do país subia com o passar das horas, e as equipes de resgate temem que ele continue a aumentar. Ainda no noroeste do Paquistão, enchentes deixaram 25 mortos e inundaram muitas casas, de acordo com equipes de resgate. Em Islamabad, capital paquistanesa, as chuvas causaram o desabamento de muitas casas em bairros pobres. Quatro pessoas morreram na cidade. Enquanto as chuvas torrenciais alagavam grandes porções do norte e do centro do Paquistão, o governo emitia apelos urgentes para que os moradores de áreas próximas a rios e canais abandonassem suas casas. Na Índia, em meio às ruínas de um antigo monastério budista, helicópteros pousaram nesta segunda-feira para levar comida a moradores do leste do país, onde fortes tempestades deixaram milhões de pessoas sem casa nem comida durante cerca de uma semana. Em duas semanas de chuvas torrenciais, 77 pessoas morreram no Estado indiano de Orissa, disse B. B. Harichandan, ministro de situações emergenciais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.