Chuvas na Austrália matam dez e deixam dezenas de desaparecidos

Brisbane, terceira maior cidade do país, começa a se preparar contra enchentes

Associated Press

11 de janeiro de 2011 | 09h42

Motorista pede ajuda em carro levado pela enchente em Toowoomba.

 

BRISBANE - As autoridades australianas buscavam nesta terça-feira, 11, dezenas de pessoas desaparecidas nas enchentes do Vale de Lockyer, no Estado de Queensland. Ao menos 10 pessoas morreram e 78 continuavam desaparecidas.

 

As fortes chuvas seguem castigando o nordeste do país. Na cidade de Toowoomba, próxima do vale inundado, choveu 150 milímetros e casas foram arrastadas pelas enchentes.

 

O rio Brisbane, que leva o nome da terceira maior cidade do país, transbordou e agora ameaça as casas do município. Os moradores se preparam para as enchentes e fizeram filas nos mercados para comprar suprimentos como água, combustível e leite. As autoridades instruíram algumas famílias a procurar lugares altos.

 

Segundo as autoridades de Queensland, o prejuízo causado pelas chuvas que já duram semanas na região nordeste da Austrália pode chegar a US$ 5 bilhões.

Tudo o que sabemos sobre:
AustráliachuvasenchentesQueensland

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.