Cia. japonesa ANA corta 40 vôos para EUA

A companhia aérea japonesa All Nippon Airways (ANA) vai cortar 40 de seus 220 vôos programados para os Estados Unidos em novembro, em função da queda na demanda ocorrida desde os ataques terroristas de 11 de setembro. Segundo informações do jornal local Nihon Keizai Shimbun, desde aquela data, a taxa de ocupação média dos aviões da ANA com destino aos Estados Unidos caiu 50%. Ao mesmo tempo, a empresa planeja aumentar o número de vôos para a China e para a Coréia do Sul no próximo mês. Nesses países, a demanda pelos serviços aéreos se mantém sólido. A ANA vai oferecer serviços sem escalas para menos localidades nos Estados Unidos, mas pretende manter o número de cidades que servem de escalas para alguns destinos. Concorrentes A Japan Airlines já havia anunciado uma redução de 20% dos vôos para os Estados Unidos a partir de novembro. Se a demanda para as rotas Japão-Estados Unidos continuar baixa, as companhias aéreas japonesas devem prosseguir com a redução de serviços em dezembro. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.