CIA retira espião-chefe após nome ser revelado

A CIA retirou seu principal espião do Paquistão depois de terroristas ameaçarem assassiná-lo. Ele deixou Islamabad depois de o Paquistão abrir um processo no início do mês acusando-o de matar civis em ataques aéreos, lançados com aviões não tripulados. O nome do espião, responsável pela base da CIA no Paquistão, foi revelado no processo. Depois disso, ele começou a receber ameaças de militantes. O processo do Paquistão também menciona o diretor da CIA, Leon Panetta, e o ministro da Defesa, Robert Gates.

, O Estado de S.Paulo

18 de dezembro de 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.