CIA teme renascimento da União Soviética

A CIA - a agência de informações dos Estados Unidos - não confia no presidente russo Vladimir Putin, que no passado trabalhou para o serviço secreto local. Para o diretor do serviço secreto norte-americano, George Tenet, "há poucas dúvidas sobre o fato de Putin estar disposto a resgatar alguns aspectos do passado soviético."Apesar dos sinais de abertura de Moscou - onde Putin declarou-se hoje confiante em poder "encontrar uma linguagem comum com George W. Bush, inclusive sobre o tema do escudo nuclear" -, a CIA prevê um panorama de relações difíceis.O diretor da CIA advertiu principalmente sobre os riscos vinculados ao aumento da venda internacional de armas e de tecnologia por parte de Moscou e sobre as relações diplomáticas que Putin tenta intensificar com China, Índia e Irã.Para Tenet, são muitos os sinais de reaparecimento do passado soviético da Rússia, citando especialmente "a vontade de retornar a um status de superpotência, a uma autoridade central forte e a uma sociedade estável e programada. Tudo isso, em detrimentos dos Estados vizinhos e dos direitos civis dos russos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.