Ciclone deixa um morto e cinco desaparecidos em Fiji

Mais de 7.600 pessoas, muitas delas resgatadas de aldeias inundadas, estão abrigadas em centros de evacuação

AFP, O Estado de S.Paulo

31 de janeiro de 2021 | 04h37

O segundo ciclone tropical em um mês deixou pelo menos uma pessoa morta e cinco desaparecidas em Fiji neste domingo, 31.

O ciclone Ana, uma tempestade de categoria dois, atingiu o país com ventos de até 140 quilômetros por hora e chuvas torrenciais que causaram inundações generalizadas.

Segundo o National Disaster Management Office (NDMO), um homem de 49 anos se afogou e que quatro pescadores e um menino de três anos estão desaparecidos. A mídia local noticiou que o menino de três anos desapareceu quando acompanhava seu avô para verificar seu barco, que estava encalhado no manguezal.

Mais de 7.600 pessoas, muitas delas resgatadas de aldeias inundadas, estão abrigadas em centros de evacuação. O diretor do NDMO, Vasiti Soko, disse que as pessoas continuaram a ignorar os avisos para não sair durante a tempestade.

“Estamos no meio de um ciclone com inundações generalizadas em todo o país, mas continuamos a receber relatos do público, tanto adultos como crianças, que andam por aí”, afirmou.

Em dezembro, quatro pessoas morreram e 23.000 tiveram que deixar suas casas quando o superciclone Yasa, uma tempestade de categoria cinco, varreu cidades inteiras com rajadas de até 345 quilômetros por hora.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.