Mata Manapori/New Zealand Herald/AP
Mata Manapori/New Zealand Herald/AP

Ciclone destroi 90% dos imóveis de ilha do Pacífico Sul

Até refúgio antitempestade foi danificado nas Ilhas Cook; não há relatos de vítimas até o momento

Efe,

11 de fevereiro de 2010 | 07h46

Cerca de 90% dos edifícios da ilha Aitutaki, nas Ilhas Cook (Pacífico Sul), foram seriamente danificados pela passagem do ciclone tropical Pat, o que forçou as autoridades a decretarem estado de emergência nesta quinta-feira, 11, segundo a Cruz Vermelha da Nova Zelândia.

 

O próprio refúgio contra ciclones de Arutanga, principal localidade da ilha, perdeu seu teto, assim como muitos outros imóveis. As autoridades ainda não divulgaram dados sobre mortes, apenas sobre dois feridos, que estão se recuperando, segundo a rádio do Pacífico ABC.

 

Aitutaki, que depende do setor turístico, tem uma população de aproximadamente 2 mil habitantes, e recebia cerca de 100 visitantes quando o Pat alcançou a costa.

 

O responsável para o Turismo das Ilhas Cook na Nova Zelândia, Chris Ingram, garantiu que os hotéis em Aitutaki foram pouco afetados, e os clientes não sofreram nada além de um susto. "Os turistas e habitantes locais foram transferidos a centros protegidos na ilha, o que contribuiu, sem dúvida, para não haver vítimas mortais", acrescentou Ingram.

 

O governo neozelandês ofereceu ajuda às Ilhas Cook e está preparado para enviar material tão logo receba pedidos. A Cruz Vermelha enviou assistência, contêineres de água, material de primeiros socorros e outros objetos para cobrir necessidades básicas.

Tudo o que sabemos sobre:
Ilhas Cookciclonetempestade

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.