Ciclone Reshmi deixa 10 mortos em Bangladesh

Dezenas de pessoas estão desaparecidas, entre elas, 30 pescadores; ventos chegam a 80km/h

Efe,

28 de outubro de 2008 | 05h33

Pelo menos 10 pessoas morreram e dezenas estão desaparecidas após a passagem do ciclone Reshmi pelo sudoeste de Bangladesh, informa nesta terça-feira a imprensa local. A maioria dos mortos ficou soterrada sob suas casas, que desabaram durante a passagem do ciclone, que castiga a região um ano depois de o furacão Sidr deixar mais de 3.000 mortos no país. Além disso, cerca de 30 pescadores permanecem desaparecidos pelo naufrágio de suas embarcações no litoral do país, segundo uma fonte oficial citada pelo diário bengalês The Daily Star. Funcionários do Ministério da Agricultura asseguraram que a tempestade pode ter danificado os cultivos de centenas de hectares de terra, devido ao aumento das marés e aos fortes ventos de 80 km/h. O ciclone Reshmi tocou em terra nesta segunda-feira, às 3 horas locais (19 horas de domingo em Brasília).

Tudo o que sabemos sobre:
BangladeshcicloneReshmi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.