AP
AP

Ciclone Thane mata 6 na Índia antes de perder força

Tufão tinha ventos de até 135 km/h e causou ondas de até 1,5 metro

REUTERS

30 de dezembro de 2011 | 09h10

CHENNAI - Fortes chuvas e ventos assolaram nesta sexta-feira, 30, a costa sudeste da Índia por causa da passagem do tufão Thane, que derrubou paredes e cabos elétricos e matou pelo menos seis pessoas.

O Thane chegou à costa do Estado de Tâmil Nadu nos arredores de Pondicherry, antiga cidade colonial francesa, perto do polo industrial de Chennai. O tufão tinha ventos de até 135 km/h e causou ondas de até 1,5 metro, obrigando moradores de aldeias costeiras a buscarem refúgio em albergues.

Uma vez em terra, a tempestade perdeu força rapidamente, e seus ventos caíram para 75 km/h.

Autoridades locais disseram que seis pessoas morreram em diversas aldeias, principalmente atingidas por paredes que caíram ou eletrocutadas, e que a prioridade agora é restaurar o abastecimento elétrico e resolver outros danos à infraestrutura.

Meteorologistas disseram que o Thane, depois de avançar pela baía de Bengala e chegar à costa na hora do alvorecer, ainda pode atingir o Estado vizinho de Andhra Pradesh, mas com menor intensidade.

Há previsão de chuvas fortes durante 12 horas, e os ventos devem diminuir para cerca de 45 km/h até o final do dia, segundo o último boletim meteorológico.

A temporada de ciclones na Índia geralmente dura de abril a dezembro, e causa dezenas de mortes todos os anos, além de devastar lavouras, destruir propriedades e deixar dezenas de milhares de desabrigados.

Em 1999, um superciclone na costa de Orissa (leste) provocou 30 horas de ventos fortes, que chegavam a até 300 km/h por hora, e matou 10 mil pessoas.

As autoridades de Tâmil Nadu disseram que ainda é cedo para avaliar os danos e saber se é preciso enviar ajuda humanitária. Estima-se que 80 mil pessoas vivam em áreas litorâneas baixas na região.

O ativista humanitário Joseph Sahayam, da ONG Igrejas Auxiliares pela Ação Social, disse que há estradas bloqueadas devido à queda de árvores, e que alguns lugares estão sem luz e telefone.

"Casas de barro e palha ao longo da costa também supostamente sofreram danos", acrescentou.

O tufão deve ter causado danos também a lavouras de arroz, amendoim e milho em Tâmil Nadu e Andhra Pradesh.

Tudo o que sabemos sobre:
INDIACICLONEthane

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.