Cidadão brasileiro condenado por burlar imigração nos EUA

Um advogado especializado em imigração foi condenado a mais de oito anos de cadeia, como parte de uma investigação sobre pessoas autorizadas a entrar nos Estados Unidos sob a alegação de serem ministros religiosos ou executivos de multinacioanis. Javier Lopera havia sido considerado culpado de fraude e conspiração. Nascido na Bolívia mas com cidadania brasileira, ele pode ser deportado depois de cumprir a sentença.O caso começou como uma investigação sobre 100 pedidos de visto suspeitos e ampliou-se para 7.000, todos envolvendo Lopera, que cobrava de US$ 4.000 a US$ 5.000 cada, mas o investigador Ronnie Thomas disse que a motivação do esquema não era dinheiro. ?Era a arrogância de burlar o sistema?, disse. ?O dinheiro entrava, mas ele adorava mesmo o desafio?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.