Cidade dos EUA dividirá escolas por raça

O Senado do Estado americano de Nebraska aprovou sábado uma lei que divide os distritos escolares da cidade de Omaha por raça, o que provocou várias críticas e advertências sobre a volta da segregação racial no país, seguidas de pronunciamentos segundo os quais a medida se opõe à Constituição federal. A iniciativa separa o sistema de escolas públicas de Omaha, uma cidade de 400 mil habitantes, em três distritos: um branco, outro de maioria negra e outro predominantemente latino. A medida foi aprovada por 31 a 16 votos. Dentre os senadores que votaram a favor, 30 são brancos - todos da ala conservadora da Casa. Já o único senador negro do sistema unicameral de Nebraska, Ernie Chambers, também foi favorável à lei. Ele não representa nenhum partido. Chambers, que no passado participou de campanhas contra o apartheid na África do Sul, afirmou que a medida permitirá que os grupos minoritários tenham maior autonomia para educar seus filhos. O senador insistiu que não pretende criar um "sistema de exclusão", mas sim um que dê oportunidade para a comunidade negra decidir sobre a educação de seus filhos.

Agencia Estado,

16 Abril 2006 | 18h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.