Cidade fronteiriça é palco de confrontos no Sudão

Disputa por Abyei ocorre a poucas semanas da independência do Sudão do Sul e pode servir de estopim para guerra.

BBC Brasil, BBC

21 de maio de 2011 | 18h51

Após três dias de confrontos, tropas do norte do Sudão afirmaram, neste sábado, terem tomado o controle da cidade de Abyei, que é disputada com o sul do país.

Os conflitos ocorrem a poucas semanas da independência do Sudão do Sul e têm o potencial para deflagrar uma guerra pelo controle dos recursos naturais da região.

O Exército do sul do Sudão afirmou que tropas do norte entraram com tanques em Abyei e que, na noite deste sábado, os confrontos prosseguiam. A ONU pediu um cessar-fogo imediato aos dois lados.

Na última sexta-feira, o organismo informou que uma ponte que liga Abyei à região sul sudanesa havia sido alvejada por bombardeios aéreos. E, na véspera, um comboio das Nações Unidas havia sido atacado enquanto escoltava tropas do norte para fora da cidade.

O incidente fez com que os EUA pedissem explicações ao Sudão do Sul.

Observadores avaliam que a escalada da violência na região de Abyei, rica em petróleo e localizada bem na divisa entre o sul e o norte do país, tem o potencial de servir de estopim para uma nova guerra entre as duas partes.

O Sudão do Sul deve declarar sua independência em julho, medida que recebeu o aval da população em um referendo realizado em janeiro. Mas sul e norte permanecem em desacordo quanto a Abyei, que cada lado reivindica para si.

Uma versão preliminar da Constituição do novo país diz que Abyei deve ficar com o sul. Mas o presidente sudanês, Omar al-Bashir, ameaçou não reconhecer o novo Estado se este reivindicar a cidade.

Deterioração

Na sexta-feira, o administrador-chefe da região de Abyei, Deng Arop Kuol, disse à BBC ter ouvido tiros e barulhos que pareciam ser de bombardeios aéreos ao norte da cidade.

Tropas do sul do país afirmam que soldados do norte atacaram policiais em ao menos quatro aldeias.

Já o Exército do norte alegou que, na quinta-feira, perdeu 22 de seus soldados em uma suposta emboscada contra seu comboio, que estava acompanhado pelas tropas da ONU.

O correspondente da BBC em Cartum James Copnall diz que os conflitos em Abyei são um alerta para a séria deterioração da situação na cidade.

Até recentemente, tais confrontos eram raros por ali.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.