Cidade na China proíbe striptease em funerais

Cinco pessoas foram presas na China por promover performances de striptease em funerais, de acordo com relatos da imprensa do país. A prática costuma ser adotada em parte rurais do país para aumentar o número de pessoas presentes em um funeral - multidões nestas ocasiões são consideradas um sinal de honra.No entanto, as prisões, realizadas em um distrito chamado Jiangsu que no leste do país, podem significar que a tradição rural está chegando ao fim.Autoridades locais determinaram a suspensão de "performances obscenas" e disseram que os planos para realizar qualquer funeral devem ser apresentados com antecedência, segundo informações da agência de notícias chinesa Xinhua.´Delitos em funerais´ As prisões foram realizadas após uma performance de striptease durante o funeral de um fazendeiro na cidade de Donghai. Duzentas pessoas teriam participado do evento, realizado no dia 16 de agosto. O jornal Beijing News disse que a notícia do evento foi veiculada posteriormente por um canal de televisão chinês. Os chefes de cinco grupos de striptease foram detidos, incluindo dois envolvidos no funeral do fazendeiro."O striptease era uma prática comum em funerais na área rural de Donghai para atrair pessoas", afirmou a agência Xinhua. "As pessoas da vila acreditam que quanto mais pessoas participam de um funeral, maior é a homenagem ao morto." Além de proibir a prática, autoridades também disseram à comunidade local que podem comunicar "delitos em funerais" por telefone, recebendo uma recompensa pela informação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.