Cientista foi responsável por ataque com antraz

O procurador federal Jeffrey Taylor disse ontem que Bruce Ivins, o cientista americano que se suicidou na semana passada, foi o único responsável pelos envenenamentos com antraz que deixaram cinco mortos em 2001. "Com base na totalidade das provas reunidas contra ele, estamos certos de que Ivins foi o único culpado", disse Taylor.O governo divulgou ontem e-mails de Ivins, que teria usado palavras e expressões idênticas àquelas escritas nas cartas postadas no correio há sete anos. Segundo os investigadores, em buscas feitas na casa de Ivins a polícia achou "centenas" de cartas parecidas que seriam enviadas a meios de comunicação e políticos em Washington.Além disso, documentos divulgados ontem mostram que, no laboratório em que trabalhava, Ivins tinha acesso a esporos de antraz muito purificados com mutações genéticas "idênticas" às usadas nos ataques de 2001. As autoridades anunciaram que estão encerrando o caso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.