Cientista paquistanês viu bomba atômica coreana, diz NYT

O Paquistão confirmou ter compartilhado informações fornecidas pelo cientista Abdul Qadir Khan com outros países, mas se recusou a comentar uma reportagem do jornal The New York Times segundo a qual o "pai da bomba atômica paquistanesa" visitou instalações secretas na Coréia do Norte e viu artefatos nucleares.O Times informa que Khan disse, durante a interrogatório, ter inspecionado armas atômicas durante uma viagem à Coréia do Norte, cinco anos atrás. Se for verdade, será a primeira vez que um estrangeiro diz ter visto uma arma nuclear norte-coreana, disse o jornal.O diário citou como fontes funcionários asiáticos e americanos que obtiveram a informação de fontes paquistanesas ligadas ao interrogatório do cientista. Khan, considerado um herói nacional por ter dado capacidade bélica nuclear ao Paquistão, confessou em fevereiro que havia vendido tecnologia atômica à Coréia do Norte, ao Irã e à Líbia. Ele foi perdoado pelo presidente Pervez Musharraf, mas permanece em prisão domiciliar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.