Cientistas acreditam ter achado aldeia de Pocahontas

A paixão de Lynn Ripley por cacos de potes indígenas e pontas de flechas em sua fazenda levou cientistas a identificarem o que acreditam ser a localização exata da aldeia do poderoso cacique americano Powhatan, pai de Pocahontas.Pesquisadores informaram ontem que os milhares de artefatos indígenas e europeus encontrados, assim como as descrições históricas, sugerem que a fazenda se situa hoje onde um dia foi Werowocomoco, a aldeia que centralizava a liderança de Powhatan sobre cerca de 15.000 índios de tribos da Virgínia durante o século 17.No folclore americano, a princesa índia Pocahontas tornou-se amiga dos ingleses e salvou o capitão John Smith de seus captores. Isso teria acontecido perto de Jamestown, na Virgínia, em 1607, segundo a lenda. Pocahontas era filha do poderoso Powhatan. Ela se deu tão bem com os ingleses que acabou casada com um deles, John Rolfe, e foi recebida na corte de James I. O material estava em uma fazenda a pouco mais de 20 quilômetros de Jamestown. O local, segundo os especialistas, se encaixa perfeitamente nas descrições feitas pelos ingleses sobre a topografia da aldeia central de Powhatan. Os arqueólogos realizarão escavações na fazenda durante os próximos meses.

Agencia Estado,

07 de maio de 2003 | 19h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.