Cientistas de Saddam justificavam guerra, dizem EUA

A invasão anglo-americana do Iraque se justifica, em parte, pela capacidade para criar armas atômicas que tinham os cientistas de Saddam Hussein. O subsecretário de Estado dos EUA para controle de armas, John Bolton, disse que a posse efetiva de armas de destruição em massa (ADMs) por Saddam ?não é a verdadeira questão?. ?A questão, acho, foi a capacitação que o Iraque buscou para ter ... programas de ADMs?, disse Bolton.Segundo o subsecretário, Saddam mantinha um ?cortejo? de cientistas e engenheiros que estavam sendo resguardados para o dia em que o país poderia construir armas atômicas sem sofrer restrições internacionais. Esse fato, somado ao histórico iraquiano de mentir para os inspetores da ONU, mostra que Saddam não merecia confiança, acredita Bolton.?Se ele possuía (ADMs) hoje ou quatro anos atrás, não é a verdadeira questão?, afirmou o subsecretário. ?Enquanto aquele regime estivesse no poder, existiria a determinação de buscar armas nucleares, químicas ou biológicas?, disse. ?Até que aquele regime fosse removido do poder, a ameaça continuava - esse foi o propósito da ação militar?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.