Cientistas dos EUA condenam clonagem humana

A clonagem de seres humanos com vistas à reprodução não é segura do ponto de vista médico e deveria ser proibida, mas a clonagem para a pesquisa de doenças deveria ser permitida, concluiu nesta sexta-feira um relatório da Academia Nacional de Ciências. O relatório científico está sendo lançado no mesmo momento em que os consultores de bioética da Casa Branca estão ponderando os benefícios dos avanços médicos em contraposição aos perigos da clonagem humana. Nesta quinta-feira, o presidente George W. Bush desafiou o grupo de bioética a ser a "consciência do país".

Agencia Estado,

18 Janeiro 2002 | 18h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.