Cinco feridos em explosão no escritório Turco-Americano

Uma bomba explodiu dentro da Associação Turco-Americana na cidade de Adana, a 450 quilômetros da capital Ancara, ferindo cinco turcos. De acordo com autoridades ouvidas pela Associated Press, quatro dos feridos eram estudantes que tomavam aulas de inglês no local. Nenhum corre risco de morte.A polícia começou uma investigação para descobrir o autor do atentado. Testemunhas viram um homem desconhecido correndo do local do crime momentos antes da explosão. Ninguém assumiu o ato ainda, mas militantes turcos ligados à da Al-Qaeda já haviam admitido que iriam atacar alvos americanos no país. A Turquia, único membro muçulmano da OTAN, é um aliado chave dos EUA no mundo árabe. Esquerdistas e militantes curdos também estão ativos no país. Em novembro de 2003 cerca de 60 pessoas morreram em uma série de atentados suicidas contra duas sinagogas e alvos britânicos em Istambul. Segundo militantes turcos ligados à Al-Qaeda, o plano inicial era atacar o Consulado dos EUA na cidade ou a base americana de Incirlik. Eles teriam desistido devido à segurança reforçada dos alvos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.