Cinco mortos em série de atentados na Colômbia

Pelo menos cinco pessoas morreram em uma série de atentados com explosivos em um povoado nos Estados de Arauca, Caldas e Valle del Cauca, informaram autoridades e rádios locais.Um policial, um segurança e um guerrilheiro morreram nos atentados promovidos pelas guerrilhas das Farcs (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) e da ELN (Exército de Libertação Nacional).Uma rádio de Cali informou sobre uma quarta vítima, que não foi confirmada pelas autoridades. A rádio não forneceu mais detalhes sobre o suposto morto.Uma bomba explodiu em um aqueduto em Cali, capital do Estado do Valle de Cauca, a 332 quilômetros ao sudoeste de Bogotá, causando danos no sistema de distribuição de água e a morte de um vigia.Outras duas bombas explodiram no Comando de Atenção Imediata da polícia em diferentes bairros de Cali, que amanheceu em estado de emergência.Uma quarta bomba, de alto poder, destruiu uma torre de transmissão de energia no porto de Buenaventura, na costa do Pacífico. Metade da população do Oeste da Colômbia ficou sem luz e o sistema de bombeamento de água foi paralisado.Na zona rural de Caldas, uma antena de retransmissão dos sinais da TV ?Telecafé? foi destruída. A explosão derrubou a torre e deixou sem sinal da programação da TV todo o Oeste do país.Em Saravena, no noroeste do país, um policial morreu e outro ficou ferido na explosão de uma bomba supostamente deixada por guerrilheiros da ELN. A bomba estava escondida na parte de baixo da motocicleta do policial e foi acionada por controle remoto. O estado de saúde do segundo policial é grave.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.