Cinco pessoas podem ter contraído gripe aviária na Tailândia

Pelo menos cinco possíveis casos de contágio da gripe aviária em seres humanos foram registrados durante o fim de semana na Tailândia, onde sete províncias foram declaradas "zonas vermelhas" ou áreas com alto risco de infecção.Dois dos casos foram detectados em Uttaradit, uma "zona vermelha" do norte do país, onde um homem de 67 anos e seu genro, de 35, foram internados na sexta-feira após apresentarem sintomas da doença, informou a imprensa local.Autoridades sanitárias afirmaram que os doentes começaram a apresentar sintomas similares aos da gripe aviária após ingerir carne de pomba.Em Phichit, outra província declarada "zona vermelha", três pessoas, dois homens, de 59 e 86 anos, e uma criança, de apenas sete anos, recebem tratamento em um centro médico, onde se encontram em quarentena, após ter contato com frangos que morreram possivelmente por causa da gripe aviária.As autoridades recolheram amostras do sangue dos cinco pacientes para determinar se eles são portadores do vírus causador da doença, o H5N1. Apesar do número anormal de morte de aves em muitas zonas rurais da Tailândia, principalmente no centro e no norte do país, o Ministério de Desenvolvimento de Pecuária insiste que não foi detectado nenhum caso da gripe aviária.Cerca de 63 milhões de aves de granja foram sacrificadas na Tailândia, um grande exportador de frango processado, para tentar erradicar a gripe aviária. O país também produz, desde novembro, sua própria versão do remédio antiviral Tamiflu.Até o momento, foram confirmados 22 casos de pessoas infectadas pelo vírus H5N1 na Tailândia, sendo que 14 deles resultaram em morte.

Agencia Estado,

24 de julho de 2006 | 01h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.