Cinco policiais são mortos a punhaladas na China

Homem invade delegacia chinesa, inicia incêndio e ataca agentes de segurança; outros cinco são feridos

Agência Estado e Associated Press,

01 de julho de 2008 | 11h07

Um homem armado com um punhal entrou em uma delegacia chinesa na manhã desta terça-feira, 1, e matou pelo menos cinco policiais, informou a Secretaria de Segurança Pública de Xangai. O agressor foi identificado somente como Yang, um homem desempregado de 28 anos de idade. Ele iniciou um incêndio em frente à delegacia na manhã desta terça, invadiu o local e apunhalou os agentes de segurança. A Secretaria de Segurança Pública informou, por meio de um comunicado, que os cinco policiais em questão chegaram a ser socorridos, mas não resistiram aos ferimentos e morreram no hospital. Mais cinco agentes de segurança ficaram feridos no incidente. O suspeito foi detido ainda na delegacia assim que foi dominado por outros policiais. Ele alegou que queria vingar-se da polícia porque ele vinha sendo investigado por um roubo de bicicletas. Chacinas desse tipo são raras na China, país onde o porte de armas é estritamente proibido.

Tudo o que sabemos sobre:
China

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.