Cinco soldados dos EUA são mortos no Iraque

Um ataque com foguetes matou cinco soldados norte-americanos no Iraque, informaram autoridades locais do setor de segurança. Duas fontes disseram que pelo menos três foguetes atingiram uma base iraquiana no leste de Bagdá, na manhã de hoje (horário local), e mataram os cinco soldados dos Estados Unidos.

AE, Agência Estado

06 de junho de 2011 | 09h53

Mais cedo, militares norte-americanos informaram que cinco de seus soldados morreram, em breve comunicado, sem mencionar a causa das baixas. Funcionários iraquianos disseram que os norte-americanos estavam em uma base iraquiana como conselheiros. As fontes iraquianas pediram anonimato, pois não tinham autorização para falar com a imprensa.

Com as mortes, subiu para 4.459 o número de soldados norte-americanos mortos no Iraque desde a invasão liderada pelos EUA para depor Saddam Hussein, em 2003, segundo levantamento da France Presse baseado na contagem do site independente www.icasualties.org.

Cerca de 45 mil soldados dos EUA ainda estão no Iraque, sobretudo treinando e equipando seus colegas iraquianos, porém eles participam de operações conjuntas de contraterrorismo. Todas as forças norte-americanas devem se retirar do país até o fim do ano, de acordo com um pacto bilateral. Líderes iraquianos ainda estudam a possibilidade de pedir a ampliação dessa presença militar. As informações são da Dow Jones e da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
IraqueEUAsoldadosmorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.