Cinegrafista americano com ebola continua melhorando

O cinegrafista Ashoka Mukpo, infectado com ebola, pode ter alta até o fim de semana se os testes mostrarem que ele está livre do vírus, afirmaram médicos do Centro Médico de Nebraska, onde ele está sendo tratado desde 6 de outubro.

Estadão Conteúdo

20 de outubro de 2014 | 19h01

Mukpo está melhorando de forma constante desde que recebeu uma droga experimental e uma transfusão de sangue de um paciente que sobreviveu ao ebola, embora ele continue fraco.

O médico Mark Rupp disse nesta segunda-feira que Mukpo poderia ser liberado da unidade de isolamento do hospital nos próximos dias se o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) confirmar que ele não está mais infectado.

O cinegrafista americano de Rhode Island contraiu ebola enquanto trabalhava na Libéria como freelance para a NBC e outros meios de comunicação. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAebolacinegrafista

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.