Cinegrafista de rede independente é assassinado no Iraque

Um cinegrafista da Al-Sharqiya, uma televisão iraquiana de caráter independente, foi assassinado nesta segunda-feira na cidade de Mossul, a 400 quilômetros ao norte de Bagdá, segundo fontes Policiais. Mohammed Mahmoud al-Ban, de 56 anos e pai de quatro filhos, saía de sua casa em Mossul quando foi baleado por vários indivíduos, explicou o coronel Ahmel al-Juburi, porta-voz da Polícia na província de Ninawa, cuja capital é Mossul. A Al-Sharqiya é um canal de televisão iraquiano independente de tendência liberal. Seu proprietário é Saad al-Bazaz, fundador do Azzaman,um dos primeiros jornais criados em Bagdá após a queda do regime de Saddam Hussein sem contar com o apadrinhamento dos Estados Unidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.