Cingapura mata gatos domésticos para conter Sars

O governo de Cingapura está matando os gatos que vivem nas ruas do país como parte de uma campanha causada pela epidemia de pneumonia asiática.Pesquisadores de Hong Kong anunciaram nesta sexta-feira que um pequeno mamifero, o gato almiscareiro, pode ter transmitido a Sars para os seres humanos. No sul da China, local em que foi detectado o vírus pela primeira vez, o gato almiscareiro é considerado um prato sofisticado. No entanto, os gatos mortos em Cingapura são doméstico, que vivem nas ruas. As autoridades estimam que mais de 80 mil gatos estão nas ruas de Cingapura. Nos primeiros dois dias de campanha, 55 gatos foram sacrificados. Grupos ligados a defesa dos animais pediram às autoridades que reconsidere a campanha contra os felinos.A doença causou até agora 31 mortes e 206 pessoas foram infectadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.