Reuters
Reuters

Cingapura proíbe modelo de avião Boeing 737 Max de sobrevoar espaço aéreo do país

Medida acontece após dois acidentes com o Boeing 737 Max em menos de seis meses

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de março de 2019 | 00h45

Entidade reguladora de aviação civil de Cingapura proibiu temporariamente, nesta terça, o uso do avião Boeing 737 Max no espaço aéreo do país asiático. A medida acontece depois que um acidente com uma aeronave deste mesmo modelo na Etiópia no último fim de semana, deixando 157 mortos. 

Por meio de nota, a entidade anunciou a "suspensão temporária de todas as versões de Boeing 737 Max, tanto para entradas quanto para saídas de Cingapura, à luz de dois acidentes fatais com aviões 737 Max em menos de cinco meses." 

Em outubro do ano passado, outro acidente, na Indonésia, aconteceu com o mesmo modelo de avião, com 189 mortos. Em ambos os casos o modelo era o Boeing 737 Max 8. / AFP 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.