Cingapura retorna à Unesco após mais de 20 anos de ausência

Governo vai estabelecer uma Comissão Nacional que coordenará suas atividades e programas

Efe,

08 de outubro de 2007 | 02h13

Cingapura voltou nesta segunda-feira, 8, a ser membro oficial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). O país se retirou do organismo em 1985 e permaneceu nos últimos dois anos como observador. Em comunicado, o Ministério da Educação afirmou que com o retorno o país procura colaborar com os países-membros em áreas-chave da educação, ciência e cultura. "Cingapura também espera contribuir na Unesco compartilhando suas experiências com outros países", diz o texto, divulgado nesta segunda pelo jornal The Straits Times. Segundo a fonte, o governo vai estabelecer no final do ano uma Comissão Nacional que coordenará suas atividades e programas dentro da Unesco. O ministro de Estado para a educação, Gan Kim Yong, presidirá esta Comissão e liderará a delegação que assistirá à Conferência Geral da Unesco, que acontecerá entre outubro e novembro em Paris.

Tudo o que sabemos sobre:
CingapuraUnesco

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.