Cinqüenta rebeldes morrem em combate com Isaf e soldados afegãos

Cinqüenta supostos talibãs morreram entre osábado e o domingo durante um combate com tropas afegãs e da Forçapara a Assistência à Segurança (Isaf) na província sulina deUruzgan, informaram nesta segunda-feira fontes oficiais afegãs. Um comunicado do Ministério afegão de Defesa indicou que 30militantes morreram neste sábado, na região de Yahhdan dessaprovíncia. Além disso, Mohammad Qasim, comandante de segurança da província,afirmou que forças combinadas afegãs e da Isaf mataram na noitedeste domingo cerca de 20 supostos talibãs no distrito na provínciade Uruzgan. A operação começou depois que um grupo de rebeldes atacou umposto da Polícia. Um total de 16 supostos talibãs morreram nessa operação militar,que também deixou quatro soldados afegãos feridos. Além disso, outros três rebeldes morreram durante uma tentativade emboscada de um comboio de soldados afegãos que retornavam paracasa depois da operação em Sarchino. A situação no Afeganistão neste ano é a mais violenta desde que asforças militares lideradas pelos Estados Unidos expulsaram ostalibãs do poder, no final de 2001. Cerca de duas mil pessoas morreram neste ano por causa dediferentes incidentes de violência, entre eles mais de 100 soldadosEstrangeiros. Na semana passada, a Isaf concluiu a transferência do comando dasegurança no leste do Afeganistão das mãos da coalizão militarliderada pelos Estados Unidos. Com a mudança de comando no leste, a Isaf é agora a encarregadapelo controle de todo o território do país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.