Cinza de vulcão fecha aeroportos na Espanha e Turquia

Três aeroportos nas Ilhas Canárias e no sul da Espanha fecharam hoje por causa da cinza vulcânica vinda da Islândia. No Marrocos, chegou a ser fechado temporariamente o aeroporto internacional principal de Casablanca e outros quatro. Já a Turquia fechou seu espaço aéreo no noroeste do país e um aeroporto na província de Canakkale, que opera voos domésticos.

AE, Agência Estado

11 Maio 2010 | 09h47

Quatro outros aeroportos espanhóis chegaram a ser fechados, mas já voltaram a operar, informou a agência de controle de tráfego aéreo espanhola, Aena. Os aeroportos ainda fechados são o de La Palma, nas Ilhas Canárias, o de Sevilha e o de Jerez de la Frontera, no sul do país.

No total, 161 voos haviam sido cancelados até as 6 horas (horário de Brasília). Outros 20 que seguiriam para as regiões afetadas estavam esperando para decolar em aeroportos em Madri, Barcelona e Valência, informou a Aena.

Os aeroportos que foram reabertos são dois na ilha de Tenerife, um em La Gomera, nas Canárias, e outro em Badajoz, no sul espanhol. A Espanha impôs as restrições para altitudes entre 6 mil metros e 10.600 metros nos céus de Sevilha, Madri e Barcelona, informou a agência.

No Marrocos, o principal aeroporto internacional de Casablanca fechou, porém voltou a operar às 9 horas. Um aeroporto na capital, Rabat, também ficou fechado por cinco horas, como o de Casablanca. Os voos previstos para esse período foram cancelados, informaram funcionários da aviação civil. Na Turquia, o principal aeroporto de Istambul permaneceu operando. Os problemas ficaram restritos ao noroeste do país. O aeroporto de Canakkale fechou, entretanto também voltou a operar às 9 horas.

O vulcão islandês Eyjafjallajokull voltou a emitir cinzas na quinta-feira passada, provocando o cancelamento de centenas de voos na Europa. A primeira erupção ocorreu em 14 de abril, levando a uma situação caótica em muitos aeroportos da Europa. Existe o temor de que a cinza vulcânica possa danificar os motores dos aviões e, assim, causar acidentes. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
vulcão Islândia cinzas aeroportos fechamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.