Cinza vulcânica deve provocar cancelamento de mil voos na Europa

Vulcão na Islândia tem provocado interrupções na atividade aérea do norte e do oeste europeu

Agência Estado

17 Maio 2010 | 10h38

Passageiro observa painel do aeroporto de Heathrow, em Londres.

 

LONDRES - O aeroporto internacional de Heathrow, em Londres, reabriu nesta segunda-feira, 17, após a cinza vulcânica provocar o fechamento de algumas partes do espaço aéreo europeu no fim de semana. No entanto, as companhias aéreas esperam transtornos ao longo do dia, pois ainda há problemas para realocar tripulações e aeronaves. O coordenador do tráfego aéreo da Europa, Eurocontrol, informou esperar que deixem de ocorrer mil voos na Europa por causa dos aviões que ficarão em solo em consequência do problema.

 

Veja também:

linkAeroportos começam a reabrir na Europa 

 

Os aeroportos de Heathrow e Gatwick, em Londres, ficaram fechados até as 3 horas (horário de Brasília). Foi decretada no domingo uma zona onde não se pode voar na parte norte do Reino Unido e no norte da República da Irlanda.

 

Mesmo após a reabertura dos aeroportos, os aviões podiam partir de Gatwick, mas não pousar ali. Cerca de duas horas após a reabertura desse aeroporto, havia 88 decolagens canceladas, com mais cancelamentos esperados para o restante do dia, informou um porta-voz do aeroporto.

 

O fechamento dos aeroportos na Escócia e na Irlanda do Norte valeu até as 9 horas (de Brasília), mesmo horário do fechamento do Aeroporto Schiphol, em Amsterdã, na Holanda. À 1 hora, havia pelo menos 500 voos cancelados no total, com cerca de 60 mil passageiros prejudicados.

 

Às 9h, autoridades de controle do tráfego aéreo retiraram restrições nos aeroportos de Amsterdã e na maior parte do Reino Unido. Havia restrições somente em uma faixa que ia das Ilhas Orkney, no norte da Escócia, às Ilhas Shetland, também na costa norte escocesa.

 

Previsão

 

O Centro Consultivo sobre Cinza Vulcânica em Londres informou que, nas próximas 36 horas, a cinza vulcânica deve se dirigir para o sul e para o leste, atingindo ainda mais a Europa continental, incluindo o norte da França e a Alemanha. O temor é de que as cinzas vulcânicas possam prejudicar os motores das aeronaves, causando acidentes. Os aeroportos da França devem permanecer abertos hoje. Na Alemanha, não há restrições previstas até amanhã. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.