Desmond Boylan |Reuters
Desmond Boylan |Reuters

Cinzas de Fidel serão levadas em percurso simbólico da Revolução Cubana

Trajeto relembrará a chamada 'Caravana da Liberdade'; na chegada das cinzas a Santiago, haverá 'ato de massas' na Praça Antonio Maceo, e cerimônia fúnebre será realizada no dia seguinte no cemitério de Santa Ifigenia

O Estado de S.Paulo

26 de novembro de 2016 | 11h24

HAVANA - Pouco após a morte do líder da Revolução Cubana, Fidel Castro, foi constituída uma "Comissão Organizadora do Comitê Central do Partido, do Estado e do governo para as honras fúnebres" do líder, segundo o Conselho de Estado de Cuba.

O órgão informou que a transferência das cinzas do líder de Havana, onde ele vivia, para Santiago de Cuba, sua província natal, começará na quarta-feira e terminará até o dia 3 de dezembro, seguindo um percurso "que lembra a Caravana da Liberdade", realizado em janeiro de 1959.

Na chegada das cinzas a Santiago, haverá um "ato de massas" na Praça Antonio Maceo, e a cerimônia fúnebre acontecerá no dia seguinte, no cemitério de Santa Ifigenia. Ao todo, serão nove dias de luto em Cuba pela morte do líder.

Em nota, o governo cubano informou uma série de eventos em homenagem a Fidel Castro. Antes do trajeto com as cinzas, a população poderá prestar homenagem no memorial José Marti, em Havana. / REUTERS, EFE e AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.