Circuito fechado de TV trasmitirá execução de assassino de Oklahoma

Sobreviventes e parentes das vítimas de um atentado à bomba em Oklahoma City receberão permissão para assistir à execução de Timothy McVeigh em circuito fechado de televisão. O secretário de Justiça dos Estados Unidos, John Ashcroft, disse que pretende ajudá-los a "superar este capítulo da vida". Em 2 de junho de 1997, Timothy McVeigh foi condenado pelo atentado que deixou 168 mortos, inclusive 19 crianças. Ele foi condenado à morte. Esta será a primeira execução federal por injeção letal da história dos Estados Unidos. "Os sobreviventes de Oklahoma City compõem um dos maiores grupos de vítimas de um crime de nossa história", afirmou Ashcroft. "O Departamento de Justiça deve adotar algumas medidas especiais para ajudar os sobreviventes e as famílias das vítimas." Ashcroft disse ainda que autorizaria duas testemunhas públicas a assitir à execução - além das oito já aptas a presenciar o evento, marcado para 16 de maio, na penitenciária federal de Indiana. O secretário declarou também que o Departamento de Justiça e a Administração Penitenciária trabalhariam ao lado do FBI, a polícia federal norte-americana, para coibir qualquer tentativa de se gravar ou piratear a transmissão em circuito fechado. Ele descreveu a transmissão como uma "obra-prima da teleconferência".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.