Citibank apóia reestruturação na Argentina

O presidente do Citibank no Brasil, Gustavo Marin, disse que o banco vai apoiar a reestruturação da dívida argentina. Segundo ele, a instituição está no país vizinho há 87 anos e o crescimento da Argentina representa também o crescimento do Citibank. "Teremos uma atitude construtiva e de apoio ao governo argentino", afirmou. Marin não quis comentar se a oferta de um teto de juros de 7% ao ano para a renegociação da dívida agrada ao Citibank.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.