Ciudad Del Este vai banir Bolívar

Estátua do libertador será retirada de praça

O Estado de S.Paulo

12 de julho de 2012 | 03h08

A Câmara Municipal de Ciudad del Este aprovou por unanimidade a retirada de um busto de Simón Bolívar, um dos heróis da independência da América Espanhola, em retaliação a uma suposta intromissão da Venezuela, terra natal do libertador, nos assuntos internos paraguaios.

A proposta foi apresentada pelo vereador Nery Alipio Jara, do Partido Colorado, que fazia oposição ao presidente destituído Fernando Lugo.

"Fiz isso como sinal de protesto. Um chanceler de outro país vem se intrometer nas questões internas do Paraguai e atropela nossa soberania. Não podemos ficar calados", disse ao jornal paraguaio Ultima Hora. "Não é nada contra a Venezuela, é contra seu governo."

O novo governo do Paraguai acusa o ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Nicolás Maduro, de ter incitado a cúpula militar do país a resistir ao processo de impeachment contra Lugo. Na semana passada, o jornal ABC Color divulgou imagens do chanceler com os generais. A Venezuela diz que Maduro estava ali como enviado da União das Nações Sul-Americanas (Unasul) e havia outros diplomatas da entidade no encontro.

A estátua de Bolívar foi inaugurada há dez anos no Passeio San Blás. A praça que abriga a homenagem foi batizada de Libertador da América. O busto será retirado após sanção da prefeita Sandra Zacarías. O vereador que propôs a retirada da estátua quer que a praça seja rebatizada de Mártires de Acosta Ñu. Movimentos sociais criticaram a votação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.