Civis deixam porões e tentam chegar à Rússia

A cidade de Java, entre Tskhinvali (capital da Ossétia do Sul) e a fronteira russa, transformou-se num centro de refugiados ossétios que abandonaram os porões de suas casas e agora tentam chegar ao país vizinho.Alguns deixaram Tskhinvali usando apenas um roupão e carregando sacos plásticos com documentos e latas de comidas. A maioria caminhou por montanhas e dormiu na floresta para chegar até Java, onde podem seguir de ônibus para a Ossétia do Norte, do lado russo da fronteira. "Tenho medo de que o combate seja tão intenso que não restará uma só casa de pé", diz a aposentada Zaira Slanova, que aguardava ônibus em Java, após ficar quatro dias escondida no porão de sua casa em Tskhinvali.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.