Civis morrem durante Operação Moshtarak

A Otan confirmou a morte de 12 civis depois que foguetes erraram o alvo.

BBC Brasil, BBC

14 de fevereiro de 2010 | 14h03

A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) confirmou que dois foguetes lançados contra militantes erraram o alvo e mataram 12 civis durante a ofensiva da aliança no sul do Afeganistão.

Os foguetes atingiram uma casa em Marjah durante a operação batizada de Moshtarak, a maior desde a queda do regime Talebã em 2001.

O presidente afegão, Hamid Karzai, pediu uma investigação, segundo informações de seu gabinete.

O comandante da Otan general Stanley McChrystal disse a Karzai que "sente profundamente esta trágica perda de vidas".

"A atual operação na região central de Helmand visa restaurar a segurança e a estabilidade a esta área vital do Afeganistão. É lamentável que no curso de nossos esforços conjuntos, vidas inocentes tenham sido perdidas. Oferecemos nossas condolências e garantimos que faremos todo o possível para evitar futuros incidentes", disse o General McChrystal.

A proteção de civis tem sido uma grande preocupação da megaoperação que começou no sábado. Moradores das regiões de combate foram alertados com antecedência sobre a ofensiva em uma tentativa de minimizar o número de vítimas.

O presidente Karzai também pediu à Otan antes do início da operação que houvesse cautela em relação a civis.

Segundo o gabinete da Presidência, pelo menos dez das vítimas seriam da mesma família.

A Otan diz ter suspendido o uso do sistema de foguetes de alta mobilidade envolvido no incidente até segunda ordem.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
afeganistãoofensivaotan

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.