Civis protestam contra ação policial na China

Milhares de pessoas tomaram as ruas de uma cidade da província de Guizhou, no sudoeste da China, na noite de quinta-feira para protestar contra um guarda que feriu uma ciclista, informou a agência estatal de notícias Xinhua.

AE, Agência Estado

12 de agosto de 2011 | 12h01

Os tumultos, que se estenderam por toda a noite e resultaram em vidros quebrados e veículos queimados, deixaram dez policiais feridos, disse a agência. Os manifestantes também bloquearam as principais ruas das cidade com caminhões, informou a Rádio Nacional da China em seu site.

Segundo a Xinhua, os tumultos tiveram início quando guardas "chengguan", responsáveis pelo policiamento básico nas ruas chinesas, feriram uma ciclista enquanto tentavam confiscar sua bicicleta por estacionamento indevido.

Os guardas chengguan, alvo de grande antipatia na China e geralmente acusados de usar força excessiva contra civis, têm sido a causa de um número crescente de distúrbios nos últimos anos.

No mês passado, centenas de pessoas de outra cidade do sul da China se rebelaram depois que um guarda chengguan espancou um vendedor de frutas, que tinha problemas de mobilidade por ter apenas uma perna. O vendedor, que aparentemente havia protestado contra o confisco de seu carrinho por ter parado em local não autorizado, morreu mais tarde por causa dos ferimentos.

Comentários sobre os tumultos em Guizhou foram bloqueados no popular microblog chinês Weibo nesta sexta-feira. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
CHINAPROTESTOS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.