Clark abandona a corrida presidencial nos EUA

O general reformado Wesley Clark retirou-se da disputa pela Casa Branca nesta quarta-feira, depois de não conseguir reunir apoio político suficiente em sua primeira disputa por uma indicação partidária para concorrer à presidência. ?Este é o fim da campanha?, disse Clark a correligionários em seu Estado natal, o Arkansas.Clark deixa a disputa com elogios a seus concorrentes pela vaga do Partido Democrata na corrida pela sucessão. ?São bons homens, bons democratas e bons patriotas?, disse, referindo-se ao ex-governador Howard Dean, ao senador John Kerry e ao senador John Edwards. ?Nosso país está bem servido?, completou.O ex-general é um militar de carreira de 59 anos de idade. Ele comandou as tropas da Otan durante a guerra de Kosovo, em 1999, e surgiu na campanha eleitoral ano passado, de início suplantando seus principais concorrentes.Mas a inexperiência política do militar acabou transparecendo nos meses seguintes, e Clark não obteve bons resultados nas assembléias e eleições primárias realizadas pelo Partido Democrata até agora, com apenas uma vitória em 14 disputas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.